LIVRARIA

Olá Visitante, seja bem vindo!
BUSCA POR AUTOR
CATEGORIAS
PUBLIT STORE
Profissional em processo
Por: R$ 86,27
ISBN: 9788577737468
Formato: 16x23
N° de páginas: 358


Descrição

A obra em questão “Profissional em Processo” retrata os quatro anos de graduação em Administração de Sebastião dos Santos, cidadão angolano que fez a travessia do oceano para adquirir know-how em Administração. Há capítulos dedicados ao Curso de Administração na UFRRJ, como é e, sobretudo como pode ser. Nesta obra consta quase todas as apresentações efetuadas no Brasil pelo autor. Há uma seção exclusiva para os trabalhos publicados ou republicados. Nos últimos capítulos são feitas análises pontuais sobre a perspectiva depois da conclusão do processo de formação e inclusão no mercado de trabalho. O propósito é narrar o ensino superior no Brasil e contribuir com informações relevantes sobre a prática do ensino, pesquisa e extensão.

 1. Gênesis Esse capítulo introduz sobre a obra, a adaptação do estudante estrangeiro no sistema de ensino nacional. É descrito nesse capítulo a recepção, acomodação e adaptação.  

2. Seropédica Discorre-se sobre a história de Seropédica e sua relação com a UFRRJ.  

3. UFRRJ Esse capítulo é dedicado a toda narrativa sobre a Universidade, desde 1910 (Criação da ESAMV) até 2013 (criação do ICSA). Faz-se ainda uma análise da estrutura funcional da Rural e sua divisão administrativa, incluindo alojamentos, Restaurante Universitário, processo de monitoria, entre outros itens.  

4. Ensino, Pesquisa e Extensão Aborda a indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão, inicialmente de forma geral e no final particularizando a UFRRJ. Como é esse processo na Rural? Essa condição de indissociabilidade existe?  

5. Administração Abordagem sobre o curso, início, execução e conclusão. Analisa ainda a grade do curso que a turma 2009-2 teve. Esse capítulo trespassa sua análise na estrutura, intenção e realidade da Administração na UFRRJ, abarcando sucintamente ideias compiladas ao longo da graduação, pincelando com o ENADE.  

6. Os quatro anos de Administração na UFRRJ Resumo detalhado sobre os anos “nobres” do curso: a aplicação, implicação e resultados. Participação em Projetos (pesquisa e extensão), artigos/trabalhos, jornal, estágios...  

7. Uma visão diferente para o curso de Administração na UFRRJ Esse capítulo faz uma análise do curso (disciplinas, metodologia, bibliografia e ementa). Há a apresentação de semelhanças e diferenças com grades de cursos de Administração de outras unidades, inclusive o IM. Apresenta a ideia de movimento: mudança. Algo raro de acontecer.  

8. Estágio Universitário Uma visão sobre o processo de condução do estágio curricular supervisionado na UFRRJ, passando pelo extinto SINTEEG até ao CIEC em 2012 (com suas duas áreas: Divisão de Estágios (DEST) e à Divisão de Concursos (DCO)). Há Estágio Curricular Supervisionado na UFRRJ?!  

9. A cultura?! Capítulo reservado sobre a cultura da UFRRJ, desde a base até o topo. Os relacionamentos construídos e a perspectiva de harmonia.  

10. Congressos/Simpósios e eventos acadêmicos Um resumo sobre os cerca de vinte eventos em que o autor teve o prazer e a honra de participar por esse Brasil seja compartilhando conhecimento como apresentador seja como ouvinte. Além do Rio de Janeiro (Encontro de Administradores – CRA; SEGET; Congresso Nacional de Excelência em Gestão; ENFEPRO), esteve em São Paulo (SIMPEP), Minas Gerais (CONAMERCO/ENFAGEN), Espírito Santo (EMEAD), Maranhão (Encontro de Estudantes Africanos da UFMA), Bahia (CONAC/CONES e ENUNE III), Paraíba (ENAD), Mato Grosso do Sul (SIMREDES), Pernambuco (Encontro dos Estudantes do PEC-G e PEC-PG), Santa Catarina (EMEAD).  

11. Publicações e Pesquisas Resumo sobre todas as pesquisas feitas e publicadas. Das não publicadas apenas três foram selecionadas para esta obra: 1. Visão Bíblica sobre o trabalho (um passeio sobre o que a Bíblia fala acerca do trabalho e o equivoco interpretativo de trabalho como castigo); 2. Burocracia nos serviços públicos municipais (uma pesquisa de campo efetuada em Seropédica e Paracambi para captar informações sobre a visão que os populares e o poder público têm sobre a burocracia nos serviços públicos do município foram 62 entrevistados); 3. Estratégia Educacional (a educação como estratégia de Estado e não mero instrumento de governo).  

12. O Universitário do século XXI Capítulo dedicado às tendências dos universitários no presente século e os diversos “modelos” de ensino que dia a dia surgem com propostas de “felicidade”. Há modelos em que “O estudante se preparar para a prova e não para a vida”.  

13. A educação e a instrução – ensino Educação ou ensino?! Os equívocos da própria lei e praticidade do mercado. Esse capítulo faz uma síntese sobre o assunto.  

14. O Retorno Social do Formado O que o formado dá (oferece) à sociedade? Onde começa a retribuição do formado à sociedade? Só depois de formado? “Há que dar o retorno do investimento feito. Se o retorno não vier deixa de ser investimento e passa a ser despesa. Um custo que ninguém gostaria de arcar”.

 15. O negócio depois de formado Em 2012 “O Brasil possuía 12.904.523 (Doze Milhões, Novecentos e Quatro Mil, Quinhentos e Vinte e Três) empreendimentos” levando em consideração que esse número aumenta, pode-se afirmar que há emprego para todos os formados, mas não. Há outros fatores extras que concorrem para se conseguir um ótimo emprego. O capítulo ressalta que: “A sociedade e o mercado não estão interessados na falha da sua formação, mas na titulação que você carrega”.  

16. Eternamente estudante, jamais aluno… A obra é encerrada com uma abordagem sobre o papel a exercer depois de formado: aluno ou estudante?! Salienta-se que “O processo de aprendizagem real se intensifica no dia a dia, no exercício do ofício”.  

A obra conta com prefácio do Prof. Dr. Silvestre Prado de Souza Neto “Nossa mente tem fome de padrões.”   e da Prof.ª Dr.ª Heloisa Helena A. Borges Q. Gonçalves “Há maravilhosas surpresas que surgem na vida acadêmica e que tocam com leveza no fundo no coração da alma humana.”   E, posfácio da Prof.ª MSc. Ana Luiza Barbosa da Costa Veiga “Ser um bom Administrador é apresentar o melhor resultado com os recursos disponíveis, sejam eles suficientes ou não. E, é claro, isto não é fácil. Se fosse fácil, o pensamento administrativo não precisaria continuar a evoluir”. E do Prof. Dr. Gustavo Lopes Olivares “Felicidade de ter feito parte da vida de uma pessoa para sempre contrasta com a saudade de ter de vê-la partir para a vida. Sinceramente, essa é a definição de Universidade Rural”.


Publit nas Redes

Formas de Pagamento


Copyright © Publit Soluções Editorias